Rua José Belchior, 1009, Guajiru 85 981589488 labiataplantas@gmail.com Segunda à Sexta: 8h às 18h; Sábados: 9h às 15h.

Rosa do Deserto (pré-bonsai)

Rosa do Deserto (pré-bonsai)

Planta: Rosa do Deserto; Tamanho: 16x09 (aproximadamente); Preço: R$ 18,00.

R$18,00


IMG_20181218_173307

Rosa do Deserto (clique pra comprar)

Rosa do Deserto é uma planta domesticada cujo nome científico é Adenium obesum da família Apocynaceae. Necessita de polinização manual para sua reprodução, ou então, por meio do método de mudas. Gosta de sol e de água, o que ela não suporta é terra encharcada:

Rosa do Deserto

Planta + vaso decorado. Tamanho: pequeno; Valor: R$ 23,90

R$23,90


#RosaDoDeserto #Labiata #PlantasOrnamentais #paypal #presentes

Rosa do Deserto / Pré-bonsai (clique pra comprar)

Beleza e exoticidade, palavras que dizem  bem porque a Rosa do Deserto se tornou uma espécie altamente valorizada no país atualmente. Natural do semi-árido da África e na Península Arábica, a planta se adaptou perfeitamente ao clima do nordeste brasileiro. […] Há alguns anos os profissionais de arquitetura e decoração descobriram o valor estético desta planta para a composição dos ambientes (casa, jardins e escritório). Por isso a planta está na moda e, juntamente com a Carnaúba, é considerada o xodó dos paisagistas de todo o Brasil.

Rosa do Deserto

Planta + vaso decorado; Tamanho: mini Preço: R$ 19,90

R$19,90


#labiata #PlantasOrnamentais #RicardoCunha #Presentes #RosaDoDeserto #casa #jardim #escritório

Arranjo elaborado (vendido)

Arranjo Elaborado

Rosa do Deserto + vaso decorado + assessórios. De R$ 59 por R$ 49.

R$49,00

Rosa do Deserto – Matéria no GR destaca valor estético e econômico

pequenos-produtores-cultivam-rosa-do-deserto-na-bahia-globo-rural-g1O programa Globo Rural de hoje (02/09/18) apresenta uma matéria sobre o cultivo de flores no geral e da Rosa do Deserto em particular. A matéria enfatiza o aspecto econômico das culturas para os pequenos produtores que, geralmente, são pessoas com baixa renda que aderiram aos programas de agricultura familiar.

De fato, a beleza e exoticidade da Rosa do Deserto a torna uma espécie única e, justamente por isso, altamente valorizada no país atualmente. Natural do semi-árido da África e na Península Arábica, a planta se adaptou perfeitamente ao clima do nordeste brasileiro.

Há alguns anos os profissionais de arquitetura e decoração descobriram o valor estético da planta para a composição dos ambientes (casa, jardim e escritório). Por isso a planta está na moda e, juntamente com a Carnaúba, é considerada o xodó dos paisagistas de todo o Brasil.

Rosa do Deserto

Muda (tamanho aproximado: 20cm).

R$15,00


Rosa do Deserto – Arranjo elaborado

Rosa do deserto é uma planta domesticada cujo nome científico é Adenium obesum (arabicum, entre outros) da família Apocynaceae, necessita de polinização manual para sua reprodução, ou então deve-se adotar o método de mudas. Se adapta facilmente ao clima seco e quente e consegue viver em lugares ensolarados. Também encontrada na Tailândia, desertos e na áfrica.

      Ao contrário do que se pensa as Rosas do Deserto (Adenium) gostam de água sim. O que elas não toleram é a terra (substrato) encharcado, por isso é altamente recomendado que os cultivadores de Adenium utilizem substrato com alto poder de drenagem. Como por exemplo o substrato de fundo de rio.

Como cultivar a Rosa do Deserto em vaso?

Ambiente:

      Local ensolarado, cheio de sol e temperatura mínima de 10 ° C. Trate-o semelhante aos cactos. A rosa do deserto, como o próprio nome sugere, se adapta muito bem às condições de baixa umidade.

Vasos:

      Use um vaso, pote ou bacia com excelente drenagem.

Preparação do vaso:

      Coloque no fundo pedras, e tela plástica para que as raízes não cheguem a sair do vaso. Cubra com um pouco de areia, depois coloque húmus de minhoca e plante a rosa com uma mistura de areia grossa e terra, enchendo até a borda. (OBS pode ser 2/3 de areia grossa com 1/3 de substrato misturado).

Rega:

      Água deve ser usada com moderação. A Rosa do deserto aprecia água neutra, a água ácida pode causar apodrecimento de suas raízes. O excesso de água mesmo no verão pode causar apodrecimento das raízes que matam gradativamente a planta.
Mantenha a areia ou a terra sempre úmida, porém sem encharcar, não é necessário regar todos os dias, somente quando a areia ou a terra em cima do vaso secar.

Adubação:

      Uma adubação com um bom fertilizante orgânico é necessário a fim de alcançar um bom diâmetro de tronco e floração abundante . Os fertilizantes não devem ser aplicados diretamente nas raízes. Nunca aplique o fertilizante, quando o substrato estiver completamente seco. Sempre regue antes, isso evita a queimadura das raízes e a queda de folhas.

      Uma dica para sua Adenium ficar mais vigorosa é o uso do Forth Cactos, você vai se surpreender com os resultados 😉

Cultivo:

      A Rosa do deserto pode ser cultivada por sementes ou estacas . Os troncos grossos com a característica parecida com os grandes Baobás, só podem ser obtidos através do cultivo de sementes. Um dos segredos para deixar a base do caule interessante é levantar um pouco a planta, deixando a parte superior das raízes exposta a cada replantio, que deve ser realizado a cada 2 ou 3 anos. A planta enraizará normalmente. Podas de formação devem ser criteriosas para não formar deformidades não naturais e cicatrizes feias na planta. Use luvas nas podas e manuseio da planta pois sua seiva é altamente tóxica.

Floração:

      As florações da rosa do deserto podem ser obtidas em plantas jovens, com apenas 15 cm de altura. O florescimento geralmente ocorre na primavera, sendo que há possibilidade de sucessivas florações no verão e outono. As flores são tubulares, simples, com cinco pétalas e lembram outras da mesma família como Alamanda, Jasmim-manga e Espirradeira. As cores são variadas, indo do branco ao vinho escuro, passando por diferentes tons de rosa e vermelho. Muitas variedades apresentam mesclas e degrades do centro em direção as pontas das pétalas. Há ainda variedades de flores dobradas, triplas, quadruplas, entre outras. Também negras, que ao contrário das outras precisa de um PH mais ácido.

     Um ótimo fertilizante foliar é o Forth Flores, usado e recomendado para a floração, resultados verdadeiros.

      Vale lembrar que devido a inúmeros cruzamentos que estão sendo feitos por cultivadores de todo o mundo, estão aparecendo cada vez mais Rosas do Deserto com tons mesclados e cores diferentes.

Este slideshow necessita de JavaScript.


%d blogueiros gostam disto: